Não definiria o amor nem mesmo se possível, é preferível expressá-lo, de todas as formas, em todas as cores. Por que o amor nunca dura o quanto queremos e nunca se acaba quando precisamos. Ele é teimoso, ele tende a fazer o que o coração não deseja, só para vê-lo se ferir, para vê-lo sangrar. Outrora as diferenças os separaram, mas percebem o quanto se assemelham ao enxergarem a necessidade que tem um do outro.