Eu tenho medo e esse medo acaba me afastando das pessoas, da realidade. Eu crio motivos para todos se afastarem de mim. Eu quando conheço alguém já me fecho, já evito. E todos acham bobagem, prometem ficar mas sempre acabam indo. Por isso deixei de acreditar em promessas, por isso deixei de fazer promessas. Tenho medo do abandono, medo do silêncio, medo do escuro, medo da solidão. Por culpa desse medo deixei de acreditar nas pessoas, por culpa desse medo deixei muita coisa de lado. Isso não faz sentido, nada comigo faz sentido. Minha vida não faz sentido. Eu era alegre e sorridente… Hoje simplesmente sou uma garota irônica e depressiva. Eu sou o certo que virou errado. Sou o calor que virou o frio. Sou o claro que ficou escuro. Sou o sorriso que virou lágrima.