Muito além das estrelas

29 de Maio de 2014 Edson veloso Juvenil 424

Quando nos conhecemos, sob uma noite estrelada; Ela me disse que se sentia só, e eu pude enxergar naquelas palavras, o desejo de ser aquele a quem ela recorreria, se necessário. Me jurei ser o pilar que a sustentaria e que daria a ela um motivo para viver, se já não tivesse um. Supriria todas as suas necessidades e aliviaria suas dores. A situação estava sob o meu controle - imaginei. Só não cogitava que seria eu quem precisaria da sua companhia, e sem notar, de repente me via tão só quando não estava ao seu lado. Me dava uma vontade enorme de sentir aquele sentimento do que é realmente viver que só sentia, quando estávamos juntos. Eu me vi uma propriedade exclusiva de seus anseios. Me vi pertencendo mais a ela que a mim. As noites ainda são estreladas, mas agora, estou sobre elas, muito além das estrelas.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Obedecendo o Vento há 1 hora

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 25


"Verão na Europa" há 4 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 5


"Maria Emília" há 5 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 5


"Sou" há 6 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 5


"Livro sem letras" há 8 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 8


Amor há 10 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 7