Cais

03 de Junho de 2014 Edson veloso Juvenil 361

Como alguém vazio, pode encher tanto outro ser? Apresentar sentimentos desconhecido até pra si mesmo? Ensinar o amor, sem mesmo saber o seu significado? Conhecer tão bem um coração, sem ao menos ter um? Como alguém pode cair de paraquedas no desespero de outro, lhe dar todo o amor que desejava e depois ir embora, mesmo só tendo tido em sua vida, o egoísmo como experiência, deixando um vazio em um espaço que havia sido outrora magicamente bem preenchido? Como pode? Como pode? É. É hora de ir. De deixar o cais ao qual procurei me manter seguro. É hora de dizer adeus.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Pelo Espírito há 4 horas

Nada do que Jesus cita no Sermão do Monte nos capítulos 5 a 7 do evangelh...
kuryos Acrósticos 4


A Linha da Vida há 7 horas

O futuro é daqui a pouco, mas talvez não possamos vê-lo. A vida é com...
a_j_cardiais Poesias 27


Obedecendo o Vento há 21 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 38


"Verão na Europa" há 23 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 8


"Maria Emília" há 1 dia

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 9


"Sou" há 1 dia

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 10