Nela sempre faltou uma peça, nunca soube qual era até encontrá-la. Quando a encontrou jogada, deixada em um caminho onde poucos passavam, a apanhou. E quando pôde observá-la de perto, notou que seu formato era semelhante a um vazio que sempre esteve em seu peito, desde quando nasceu. A encaixou em si, e pela primeira vez em sua vida sentiu-se completa.