Você talvez ache que há alguém
Que presta atenção em cada pensamento seu
Você deve até imaginar
Que o nome dele é de algum deus

Mas não há, nada disso existe.
Eu sei, é triste.
Mas você vai ter de se virar sozinho
Afinal já está bem grandinho
Pra ter medo do escuro.

Fique calmo, eu te asseguro.
O contrário também é invenção
Você não corre risco não
A não ser que você queira
Afinal poucos têem coragem de dizer
“Eu não sei não”

E as crianças querem saber
E pra não passar vergonha
Adultos falam até de cegonha
Só pra ter o que dizer

O céu é azul porque a poeira filtra a luz
O arco-íris tem sete cores
Porque a chuva é um prisma do Sol

Mares não abrem – O Sol não pára
E dentro da fornalha ninguém andou

Estórias de fogueiras, de antes do papel.
Fantasias antigas, tão reais quanto Papai Noel.

Você está só,
Mas tem todos nós e nós temos poder.
Depende da gente,
Ateus ou crentes pro bem acontecer.