Dizer que o homem vem do macaco é idéia que não confirmo
A ciência está errada, atenção ao que eu afirmo
Eu sei que assim não é, e é isso que eu assino:
Noventa e oito por cento do meu DNA é canino.

Refrão:
Não procure sentimentos, em mim você não vai achar
Só consigo uma coisa, que é te fazer delirar
Pode até ser muito bom, mas melhor não acostumar
Meu DNA canino não me permite te amar.

Porque comigo é assim: respirou? Tá valendo!
Alta, baixa, gorda, magra, nada disso eu tou vendo
Para mim o que importa é se você está querendo
Faz assim: ‘cê vai pedindo e eu vou satisfazendo.

Refrão:
Não procure sentimentos, em mim você não vai achar
Só consigo uma coisa, que é te fazer delirar
Pode até ser muito bom, mas melhor não acostumar
Meu DNA canino não me permite te amar.

Você me acha tão bonzinho, mas atiça minha chama
Não mexa com o que está quieto, porque se acende inflama
Pois quem me vê no dia-a-dia, certamente se engana
Sou um cavalheiro na rua e um cafajeste na cama.

Refrão:
Não procure sentimentos, em mim você não vai achar
Só consigo uma coisa, que é te fazer delirar
Pode até ser muito bom, mas melhor não acostumar
Meu DNA canino não me permite te amar.

Se eu quero ganhar você, uso carinho e ternura
Mas quando estivermos sós, a coisa muda de figura
Você veio até aqui, então agora se segura
Pois entre quatro paredes, não há espaço pra frescura.

Refrão:
Não procure sentimentos, em mim você não vai achar
Só consigo uma coisa, que é te fazer delirar
Pode até ser muito bom, mas melhor não acostumar
Meu DNA canino não me permite te amar.