Em 1997/ 98, eu e minhas amigas Rita e Michelle, fomos atacadas pela "febre do momento": Hanson (eu), Backstreet Boys (Rita), Spice Girls (Michelle). Tempos em que o assunto na escola era a colocação dos clips de nossos ídolos no Disk MTV! A Febre era tanta, que sonhávamos em ter a nossa banda, "As chacotinhas", porque de tudo a gente fazia palhaçada!
Era com grande entusiasmo que juntávamos nossas moedinhas (dinheiro do ônibus, pois íamos andando para nossas casas, ou melhor, a Rita nos acompanhava no trajeto e depois ia de ônibus) com o intuito de comprar revistas e pôsteres. Era engraçado, nós fatiávamos as revistas! Cada uma ficava com um pedaço correspondente aos seus ídolos! Bons tempos aqueles...
Bem, em 1999, os "Back" lançaram o álbum Millennium e uma música me chamou atenção: Spanish Eyes. Era uma melodia tão linda e era cantada por Howie D, o meu favorito da banda. Nessa época eu me apaixonei por um rapaz, mas tive medo de que ele brincasse com meus sentimentos. Aproximei-me dele, ficamos amigos, quase paqueramos... mas eu tive medo. Ouvia a tal música e lembrava disso tudo. Foi quando eu escrevi a versão de Spanish Eyes.

Título:
Não esqueço o que passou...

Eu pensei que era tudo uma ilusão
Tive medo de te entregar meu coração
Eu já não suporto mais
Deixei tudo pra trás
Quero esquecer esse amor
E tudo o que restou

Mas acho que eu não vou conseguir
Você é tudo o que eu sempre quis

Refrão:
Não esqueço o que passou
Já não sei mais quem eu sou
As lembranças me aprisionam
E fazem chorar
Diz que vai voltar pra mim
Que quer me fazer feliz
Não consigo mais viver
Preciso de você

Eu fugi porque sempre tive medo
De que fosse por apenas um momento
Não quis ouvir o coração
Quis sufocar essa paixão
Não posso mais esconder o que sinto por você

Eu quero ter você perto de mim
Pra dizer que esse amor não vai ter fim

Refrão

Pensei que fosse suportar a dor da separação
Mas o meu coração quer te amar
Eu te amo, te quero
Vou lutar
E ninguém poderá nos separar


É, um amor platônico dá bons frutos! Lembro-me de que a cantei, por telefone, para minha amiga Rita e ela amou a letra. Quanto ao rapaz? Apenas uma inspiração e nada mais.