O Fim Do Sem Começo

22 de Julho de 2011 Miguel Angelo Letras de Música 751

Tudo é nada aqui
Onde estou?
Sem passsado,sem presente,sem futuro
Como estou?
Me adaptar a que,se não a nada?
Um conto sem fadas
Um verídico irreal
Quero desgraças
Para que não haja mais nada

Ao fim do sem começo
Choro e adormeço
Ao fim do se começo
Não amanheço

A beleza sem face
Sem nada para crer
Sem uma casa engraçada para ver
Nem Chan Marshall aqui faria diferença aqui

Onde estão os dias se não há horas?
Nem mamãe para me chamar
"Volte para não apanhar"
Lágrimas enquanto corro

Ao fim do sem começo
choro e dormeço
Ao fim do sem começo
Nao amanheço

Nesssa vida não dou corda
Não se come,não se engorda
O sentido é tão sem sentido
Que há quem escute isto

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
A rua me aceita como sou há menos de 1 hora

A rua me aceita como sou (Livro Poesias Reflexivas- Antonio Ferreira) N...
pfantonio Poesias 27


Não seja superficial há 1 hora

Não seja superficial (Antonio Ferreira-Livro Poesias Reflexivas) Olhe ...
pfantonio Poesias 35


"Dia do amor" há 4 horas

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 9


"Estou triste" há 11 horas

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 11


"Estou cá a matutar" há 11 horas

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 9


A Humildade nos Cai Bem há 16 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 8