A longa história da humanidade é permeada pela ideia fixa da criação de um mundo novo, e mais recentemente, de uma nova ordem mundial.
Entretanto, esta busca do novo, se refere à reestruturação do velho.
E por isso, nunca se viu um mundo melhor, mais justo.
A matéria prima com a qual se trabalha é a mesma: a velha natureza do homem decaída no pecado.
A humanidade busca um mundo mais justo sem levar em conta que, antes, o próprio homem necessita ser tornado justo.
Todavia, este desejo pelo novo reflete intuitivamente a nova criação espiritual que está sendo trazida à lume por Deus.
É com esta nova criação que Ele formará um mundo novo no qual habite a justiça e a paz para sempre.
Ele tem convocado há séculos pessoas de todas as nações e de qualquer condição, para serem transformadas em novas criaturas, com o fito de participarem deste novo mundo que sempre foi do propósito de Deus criar.

2Co 5:17 E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.

Gál 6:15 Pois nem a circuncisão é coisa alguma, nem a incircuncisão, mas o ser nova criatura.

Isa 66:22 Porque, como os novos céus e a nova terra,, que hei de fazer, estarão diante de mim, diz o SENHOR, assim há de estar a vossa posteridade e o vosso nome.