O mundo Jaz no maligno (I João 5:19)

18 de Maio de 2017 Pr CJJacinto Mensagens 247




Não é admirável que as escrituras mandem que o cristão não ame o mundo? Portanto, porque não deve amá-lo? A resposta é que o mundo jaz no maligno.
Há um sistema corrompido e controlado pelo mal. O diabo exerce sua influencia sobre esse sistema. As almas são cativas desse mundo. Os grilhões e as algemas do mundo, como tentáculos prendem as almas. Cada pessoa pecadora, cada filho de Adão além de pecador é um escravo, é um cativo.
A força atrativa desse sistema é terrível na sua forma. Nenhum homem por si mesmo pode se libertar dele. O curso desse mundo está infestado de espíritos caídos que investem todas as forças para manterem cativos, cada alma.(Efesios 2:2) A luta se trava no âmbito da esfera espiritual do coração do homem. Os demônios, os servos do maligno, investem com da a força sutil, pára enganar seus cativos. Se você nunca teve um conhecimento verdadeiro do evangelho, se nunca nasceu de novo, mas continua no sistema, amando a própria vida e o mundo, possui sinais de ser um cativo seguindo o destino fatal da danação eterna: o inferno
Paulo adverte que satanás se transfigura em anjo de luz. Ele imita. (II Coríntios 4:4) Há uma religião com rotulo cristão, mas é meramente fruto mundano. Das mais sutis astucias do inimigo, a imitação tem sido a mais eficaz, para manter cativo, as almas presas aos tentáculos do diabo, as mais incoerentes daquelas almas, que a cargo de um exercício de uma religião, nunca se arrependeram de seus pecados, nunca experimentaram a conversão e o novo nascimento, nunca conheceram a graça de Deus, mas foram enganados pela imitação colorida e suave de uma religião que imita, sem contudo ter a essência da redenção e coloca cada vitima para bem longe das doutrinas fundamentais e praticas da fé cristã ortodoxa.
Para manter as pessoas presas a esse mundo, ele faz negocio com a própria vitima. Quando não, impõe uma cegueira devoradora, que consome até a raiz do próprio coração, deixando o homem pecador de tal maneira cego, que ele não enxerga o mais evidente perigo a sua frente. O inferno e a maldição eterna não é algo que possa ser temido, por um homem nesse estado de letargia profunda. A indiferença ao pecado revela a situação precária que se encontra tal coração
De tal forma é anestesiado a consciência de suas vitimas, que nunca há o mínimo de responsabilidade para com o destino próprio. Tais almas ficam a deriva de uma situação de engano lapidado, para evitar que o estilo de vida religioso seja confrontado com um ensino sério das escrituras. Até que a alma sucumba pela danação eterna, essa anestesia sustenta qualquer falsa esperança, para que a pobre vitima não tenha percepção do perigo eterno.
O diabo implanta um ódio mortal nessas pobres almas, por qualquer tipo de discurso essencialmente bíblico. Uma vida santa ao estilo bíblico, uma vida de obediência a Deus e da negação continua aos próprios caprichos e paixões, é tido como uma mensagem opressora e intolerante.
Paulo sabia muito bem desse perigo letal, em seu estilo de vida espiritual ele declarou : “O mundo está crucificado para mim e eu para o mundo” (Gálatas 4:4) Todas as ligações com o mundo estavam cortadas. O mundo jaz no maligno. Cristo, o Senhor fala sobre a libertação que vem pelo conhecimento da verdade. (João 8:32) Esse conhecimento só é possível quando o Espírito Santo convence ao pobre homem condenado, a situação deplorável em que se encontra. (João 16:8)A redenção consumada na cruz, tem um efeito de libertação redentora. Comprados por sangue imaculado, o eleito é alcançado pela libertação na verdade. Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará, Cristo como pessoa é a verdade que liberta, assim como a mensagem do evangelho é a verdade que mantém o homem nessa libertação. O mundo jaz no maligno, e como denuncia Cristo, que muitos fariseus eram filho do Diabo, e eles faziam a vontade dele (João 8:44) assim, aqueles que são comprado pela obra redentora de Cristo, (I Corintios 6:20)também tem sob sujeição á Cristo, fazendo a vontade de seu Pai celestial.
Cada homem pecador, religioso ou não precisa crer em Cristo. Reconhecer que é pecador e que Cristo satisfez a justiça de Deus através do sacrifício da cruz. Quando o homem volta-se para Cristo, e crê nEle e na sua Obra redentora, então o Espírito do Senhor efetua nele a transformação necessária para que tenha a força suficiente para vencer a natureza caída. Assim o homem transformado pelo evangelho tem as forças necessárias para vencer o pecado e andar em novidade de vida.
O mundo jaz no maligno, e todos os que aderem a esse sistema corrompido e rejeitam a salvação unicamente por Cristo e pela graça de Deus, irão padecer eternamente.


Clavio J. Jacinto


Leia também
FANTASIA há 1 hora

FANTASIA Ando às voltas com quem eu nunca fui, Perdendo-me no qu'eu ja...
ricardoc Sonetos 8


DOCE DELEITE - Tauto em "D" há 6 horas

Doce deleite.. Dani dormia, Despertava-me... Delícia! Doce de leite....
juniorcampos Poesias 6


Eu, você e o mar... há 6 horas

Eu e você a observar o mar, e, o mar a nos observar... Admiramos nele a ...
juniorcampos Poesias 4


BRINDES há 6 horas

Eu quis o céu, eu quis a lua, ganhei de presente você toda nua... E...
juniorcampos Poesias 8


JUNDU há 1 dia

JUNDU Longe, o voo elegante da gaivota. Entre a floresta e o mar, erva ...
ricardoc Sonetos 11


Momentos há 6 dias

Se torna estranho quando vc está feliz e quer gritar ao mundo. É estranho...
dree Pensamentos 44