Para quem é a Mudança da Lei de Moisés

21 de Abril de 2018 Silvio Dutra Mensagens 44


O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a graça. Jesus diz que a lei vigorou até João Batista. Em Hebreus se afirma expressamente que não somente foi revogada como houve também mudança de lei – Hebreus 7.17, 18.
Quanto a estas palavras relativas à revogação da Lei, deve ser entendida a sua aplicação somente aos crentes, que estão casados com Cristo, e considerados mortos com ele para a lei, e nesta nova relação, estão livres da obrigação à lei, como uma norma e regra de fé e conduta para eles, senão somente o evangelho. A lei não será revogada, conforme Jesus afirma, e nem um til ou jota será removido dela até que tudo se cumpra, em relação a continuar condenando, obrigando e amaldiçoando a todos os que não creem nele. Agora, pela lei, mesmo para os crentes há grande utilidade para eles para conhecerem não somente o sentido amplo das coisas cumpridas em Cristo, as coisas que ela prefigurava, como também para se conhecer a vontade moral do Senhor, especialmente quanto ao pecado que a lei condena, pois como diz o apóstolo, que não conheceria a cobiça se a lei não dissera “não cobiçarás”. Agora, que Jesus, como sumo sacerdote trouxe a mudança da lei em vários aspectos, isto é inegável, uma vez que ao dizer “ouviste o que foi dito, eu porém vos digo”, redirecionou vários preceitos da lei de Moisés, como por exemplo a lei do olho por olho, dente por dente, uma vez que em Israel, no período de vigência plena da lei no Velho Testamento, nenhum homicida doloso poderia ser perdoado, e nem mesmo seu crime seria coberto por sacrifícios de animais apresentados pelo sacerdote, uma vez que deveria ser submetido à pena capital – ser morto. Uma vez que Jesus se manifestou e revogou a lei, removeu também a sua pena, de modo que o homicida, pode ser perdoado por Deus, e não necessita mais ser submetido à pena capital, pois isto foi mudado por Jesus, o Messias, que nos trouxe uma nova lei, que na verdade remitiu não apenas esta pena capital, mas todas as que haviam na antiga dispensação. (Entenda-se que isto se aplica entre os que são da Igreja, entre o povo do Messias, e não ao mundo, que continua sujeito à espada das autoridades civis, que é ministro de Deus para a punição dos malfeitores.) A lei que era ministério de morte, o Messias mudaria em outra lei que é ministério de vida, e vida em abundância e eterna, o que pela lei de Moisés jamais se alcançaria. A principal lei do reino do Messias é o amor, e tudo o que ele determinou é para o seu povo, o povo da Nova Aliança, e na verdade, somente o seu povo pode cumprir suas leis, que não são ordenanças com uma pena atrelada a elas, conforme na lei de Moisés, mas virtudes a serem alcançadas, (como se vê por exemplo no Sermão do Monte), pela primeira lei do Messias, que é crer nele para a justificação, e a regeneração e santificação do Espírito Santo prometido aos que nele creem, para a transformação de suas naturezas, de forma, que aqui, não se trata da lei escrita na pedra, mas da que é escrita no coração, e que tem a ver com a santidade plena que Deus planejou para todos os seus filhos, por meio da fé no Messias, Jesus Cristo, o Rei da glória. Esta mudança da lei de Moisés, para o povo do Messias, em seus dias, foi profetizada especialmente em Jeremias 31.31-35 e Ezequiel 36.26, e em várias outras passagens do Velho Testamento, indicando que se tratava de um propósito eterno de Deus para ser trazido ao mundo na ocasião oportuna, conforme foi feito de fato há cerca de dois mil anos atrás, desde a morte e ressurreição de Jesus, e do derramamento do Espírito Santo que se seguiu a partir de então, sobre todas as nações da Terra, para que esta bênção chegasse aos que creem.


Leia também
O PERDÃO DE DEUS há 1 dia

Todos estão afastados de Deus por causa do pecado, Deus sempre buscou u...
denilson Mensagens 20


A OBRA DO ESPÍRITO SANTO EM RELAÇÃO A IGREJA há 1 dia

Habita na igreja como seu templo, É derramado como chuva sobre a igreja...
denilson Mensagens 21


Tribulações dos Santos e os Livramentos Divinos 2 há 1 dia

As Tribulações dos Santos e os Livramentos Divinos – P2 Por Charles H....
kuryos Artigos 19


Tribulações dos Santos e os Livramentos Divinos 1 há 1 dia

As Tribulações dos Santos e os Livramentos Divinos – P1 Por Charles H....
kuryos Artigos 22


A OBRA DO ESPÍRITO SANTO EM RELAÇÃO AO CRISTÃO há 1 dia

Habita em todo verdadeiro cristão e convence o pecador do seu pecado, R...
denilson Mensagens 16


MEMBROS DO REINO DE SATANÁS há 1 dia

As características dos membros do reino de Satanás, Adotam a increduli...
denilson Mensagens 21