“...e os povos renovem as suas forças.”

30 de Agosto de 2013 Silvio Dutra Mensagens 426

“...e os povos renovem as suas forças.” (Isaías 41.1)

Todas as coisas na Terra necessitam ser renovadas. Nenhuma coisa criada persevera por si só. "Tu renovas a face da terra", foi a expressão do salmista. Até as árvores, que não se desgastam com cuidados, nem encurtam suas vidas com o trabalho, devem beber da chuva do céu e chupar dos tesouros escondidos no solo. Os cedros do Líbano, que Deus plantou, só vivem porque a cada dia eles estão cheios de seiva fresca tirada da terra. Nem pode a vida do homem ser sustentada sem a renovação de Deus. Assim como é necessário restaurar as energias do corpo, com frequentes refeições, assim também devemos restaurar as perdas da alma, alimentando-a com o Livro de Deus, ou pela audição da Palavra pregada. Como nossas graças são enfraquecidas quando os meios são negligenciados!
Quão pobres e famintos são alguns santos que vivem sem o uso diligente da Palavra de Deus e da oração secreta! Se a nossa piedade pode viver sem Deus ela não é de criação divina, é apenas um sonho, pois se Deus a tivesse feito nascer, ela iria esperar por Ele como as flores esperam pelo orvalho. Sem a constante restauração não estamos prontos para os ataques perpétuos do inferno, ou para as duras aflições do céu, ou até mesmo para as lutas interiores. Quando surge o turbilhão de vento, ai da árvore que não tem sugado seiva fresca, e se agarrado à rocha com muitas raízes torcidas. Quando surgem tempestades, ai dos marinheiros que não tiverem fortalecido o seu mastro, nem lançado sua âncora, nem buscado refúgio. Se tendemos a ficar mais fracos, certamente o mal irá reunir forças e lutar desesperadamente para exercer domínio sobre nós, e assim, talvez, uma desolação dolorosa, e uma vergonha lamentável podem se seguir. Aproximemo-nos para o escabelo da misericórdia divina em humilde súplica, e vamos experimentar o cumprimento da promessa: "Os que esperam no Senhor renovarão as suas forças."

Texto de autoria de Charles Haddon Spurgeon, traduzido e adaptado pelo Pr Silvio Dutra.


Leia também
Sociedade Desalmada há menos de 1 hora

Sou um ser muito sensível... E ser sensível é horrível, no meio desta...
a_j_cardiais Poesias 20


LUSO-BRASILEIRO - Des-História Universal há 2 horas

LUSO-BRASILEIRO Assim como a cor d'olho não colore Aquilo que se tem ...
ricardoc Sonetos 5


Uma Tal Pedra há 19 horas

No meio do caminho de muitas famílias, agora tem uma pedra... Tem uma...
a_j_cardiais Poesias 24


Mundo da Gataria há 20 horas

Gato criado com mordomia, não conhece o mundo da gataria. Não sobe nos...
a_j_cardiais Infantil 45


A história do amor há 21 horas

A história do amor O amor sempre existiu Em muitas formas Em várias ...
pfantonio Poesias 35


AFRO-AMERICANO - Des-História Universal há 21 horas

AFRO-AMERICANO Terra da Liberdade, a Norte-América Tornou republicana ...
ricardoc Sonetos 9