O Conforto Divino

10 de Dezembro de 2013 Luis Claudio de Roco Mensagens 1566



Texto Base: Isaías 40.1-6


Com estas
palavras imortais o profeta sente-se transportado pelas notícias sensacionais
que lhe compete transmitir, e este sentimento põe nos seus lábios palavras
impregnadas de divina e santa inspiração.


Esta mensagem
soberana de conforto divino serve de prólogo (introdução) à segunda parte do
livro de Isaías. Nela, ouvem-se vozes de arautos soando na noite de dúvidas e
provações, e clamando que se aproximava o fim daquela fase de castigo divino.


  Ao
mesmo tempo, a mensagem de divino conforto a corações aflitos, angustiados,
abatidos pela dor constitui um dos maiores e mais elementos do evangelho.


1) O CONFORTO DIVINO FALA SUAVEMENTE AO CORAÇÃO: (v.2) Þ
“Falai benignamente a Jerusalém”, literalmente significa: “Falai ao
coração de Jerusalém”. Jerusalém simboliza o povo escolhido no cativeiro. O
povo que estava sendo oprimido, não tinha mais nenhuma esperança. Um povo que
não acreditava mais nas coisas ditas por profetas. Isso fez com que esse povo
não escutasse mais com o coração, não sabiam mais o que era isso, por isso Deus
ordena que Isaías fale ao povo, não como antes, Deus manda falar-lhes ao
coração para trazer-lhes conforto, que eles foram escolhidos pelo Senhor dos
exércitos e isso soaria muito bem aos corações daquelas pessoas.


Esta palavra
também se aplica nos dias de hoje, pois você também foi escolhido por Deus,
conforme podemos ver em Efésios 1.4,5 “...como também nos elegeu nele antes
da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;
e nos predestinou para sermos filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo,
segundo o beneplácito de sua vontade,...”
, nós estávamos presos ao pecado
mas agora através de Jesus Cristo fomos libertados, fomos escolhidos por Deus. Deus
continua falando aos corações de forma suave, agradável para aqueles que
aceitarem e acreditarem com fé, possam participar das bênçãos que Ele tem
preparado para sua vida.


2) O CONFORTO DIVINO NÃO É PELA METADE:
(V.2b)
Þ “...já recebeu
em dobro...”
A palavra hebraica, aqui traduzida por dobro, significa
abundância, ou medida cheia. É isto que Deus ordena ao
profeta dizer ao povo, que o castigo, ou seja, o sofrimento que passaram era
mais que suficiente; a medida já era cheia. Isso também implica dizer que Deus
é justo, Ele não deixa as coisas pela metade, nem mesmo o castigo que é
merecido, pois foi isso o que aconteceu com aquele povo, o castigo foi
completo; entretanto a misericórdia de Deus também é completa, dobrada. Paulo
quando escreve a Timóteo em sua primeira carta capítulo 1 versículo 14 diz: “...e
a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e o amor que há em Cristo Jesus.”

Assim também é o conforto divino na vida daquele povo, estavam na abundância do
castigo divino, do sofrimento pelos seus pecados, mas a graça de Deus os
superabundou de bênçãos recebidas de Deus.


  Esta
mesma promessa continua firme atualmente, Deus não dá bênçãos pela metade, Ele
dá por completo. Em Filipenses 1.6 Paulo diz: “Estou plenamente certo de que
aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo
Jesus.”
E com certeza isso se fará na sua vida, pois Deus não deixa nada
pela metade, por isso o sofrimento de Cristo Jesus já foi mais que suficiente
por nós, e Deus sabe disso e quer nos confortar para que abracemos a fé em
Cristo que faz tudo por nós. Creia hoje e receba todas as promessas de Deus
dobradas em sua vida.


3) O CONFORTO DIVINO DEPENDE DA MISERICÓRDIA DIVINA: (v.6) Þ
“Uma voz diz: Clama. Respondi eu: Que hei de clamar?” O profeta explica
agora que esta mensagem de conforto de forma alguma depende dos esforços do
homem, provém antes da misericórdia soberana e divina, pois toda carne é erva, e vã é a esperança do homem
que nela confia.


O povo estava
confiante que do meio deles surgiria àquele que restauraria a sorte de Israel,
estavam com suas esperanças voltadas para a força de um homem que pudesse
enfrentar as forças opressoras. É nesta hora que o Senhor fala com o profeta e
diz clama, pois ao mesmo tempo em que ele
escuta essa voz dizendo para que clame, o profeta responde o mesmo que o povo
responderia que hei de clamar? Afinal de
contas o profeta também estava passando pelas mesmas situações que o povo, nos
sugerindo assim que ele também estivesse com suas esperanças necessitando ser
renovada em Deus.


O profeta,
assim como o restante do povo, se encontrava desanimado, sem disposição, e
mesmo assim como confiar em outro homem que é mutável, hoje é de um jeito
amanhã de outro? A palavra do Senhor ao profete e ao povo era clara, somente no
Senhor Deus Todo-Poderoso há redenção (efeito) perdurável e abundante, e no
meio de tudo o que é mutável a Sua Palavra permanece para sempre.


Deus quer dar disposição inalterável em face de
situações difíceis; Ele te encoraja a continuar a busca-lo, a clamar por Ele
hoje e Sempre. Queres ser agraciado com as misericórdias divina? Clame, clame,
clame ao Senhor. Somente Ele fará tudo mudar para melhor em sua vida.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Te Desejar Só, Não Basta há 5 horas

Fico aqui te desejando... Mas você bota tanto empecilho, tanta dificulda...
a_j_cardiais Poesias 38


Só Fale de Amor Com Sinceridade há 5 horas

Não faz mal nenhum você dizer para alguém: Eu te amo! Não faz mal ...
a_j_cardiais Poesias 25


"Confesso-te que..." há 11 horas

Ao perder um grande amor, Confesso que até chorei, Mesmo assim tudo ...
joaodasneves Poesias 6


Vida Pela Via da Fé há 14 horas

O que poderia o ministério da Lei sob o Antigo Testamento, fazer por si m...
kuryos Artigos 9


Para quem é a Mudança da Lei de Moisés há 16 horas

O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a gr...
kuryos Mensagens 7


Cultivando Observações - 1 há 18 horas

Eu vivia arrastando silêncios, pelas plataformas da vida. Agora dispenso...
a_j_cardiais Poesias 30