O Amor é algo sublime. Por isso, Deus me fascina! O fato de ser capaz de entregar o próprio fôlego de vida, como Jesus fez, me faz crer, piamente, que há algo muito maior do que as pútridas emoções humanas que me rodeiam, me ferem e me desanimam.

Sentir, viver, degustar, beber o Amor, que só existe em plenitude no coração do Criador, é a verdadeira concepção da felicidade.

Pedi e, em todo momento, sei que o Amor de Deus aperfeiçoa tudo aquilo que acho que sinto quando digo estar amando. Aperfeiçoando estou aquilo que sou!