Encontro-me ferida,
Sem luz,
Sem saída,
Tamanha dor da vida.

Aqui sangra meu peito,
Quando me deito,
Em pensamentos me perco,
Minha vida se esvai.

Perdida em outro tempo,
Que o sopro do vento,
Traz a minha janela
Horas perdidas estou.

Até finalmente decifrar,
O que realmente eu sou.
E um dia me amar,
E saber sempre para onde vou...


Nina Rosa 27/04/2011