Foi hoje no final da tarde

22 de Março de 2012 André Anlub Pensamentos 333

Correndo pelo campo de tulipas, braços abertos e mãos espalmadas
uma leve garoa cai, refrescando meu quente corpo.
Paro de correr, e me deliciar com a chuva, para pensar em você.
Também paro de escrever, nesse escritório, para sonhar acordado com seus lábios.

Pois nada mais interessa nesse momento
quero rimar amor com prazer...

Tento voltar ao foco da minha escrita
seria um romance? – seria poesia?

E no desespero da causa, por mais que a mesma me machuque...
afogo-me em citações famosas, pois sei que você iria gostar
cito Shakespeare, Sartre, até amanhecer.

Choro, como bem sabe que é de costume
pois é a única que me entende, me ouve e me lê.

Mas retorno à mesa vazia
com as anotações, o charuto e a bebida.
E de saída, sinto como um aperto forte no peito
uma insanidade que sussurra ao ouvido...
O lamento e o esvaecer da minha vida.

André Anlub®

Site: poeteideser.blogspot.com
Poeteideser® - Pena & Pincel®

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
CIDADE DOS PATOS (cordel infantil) há 22 horas

Vivia na bela cidade dos patos Um velho pato que contava fatos De uma fam...
madalao Infantil 5


"Feliz...dia...de...São João" ... há 1 dia

Quem dera ir mais além, cantar mais alto Sobre esse chão salgado onde na...
joaodasneves Poesias 7


No Vento da Literatura há 1 dia

Gosto da poesia quando chega de surpresa... Pode não ter beleza, mas q...
a_j_cardiais Poesias 38


Bendito Amor Eterno há 2 dias

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 15


"Vendo" há 2 dias

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 10


"Te amo vinho tinto" há 2 dias

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 11