Há quanto tempo eu não tenho tempo? Tempo pra ler aquele livro, tempo pra sair, tempo pra dormir, tempo pra tudo. Onde está o tempo?
Ele continua passando e escapando dos meus dedos, eu tentando pegá-lo sem sucesso e muitos passam ao meu lado tentando pegá-lo há tempos.Estão todos sem tempo, correndo contra o tempo, tentando ganhar tempo, mas por que e pra quê? A culpa não foi nossa? Se pararmos agora e pensar vamos perceber que sempre buscamos mais, quando na realidade deveríamos ter buscado menos, a solução sempre foi simples e é aí que está o problema; ser simples, o simples não parece bom aos nossos olhos, o tal do simples não agrada.


Vamos parar um pouco e respirar…

Agora vamos pensar no que é realmente útil para nós, é hora de colocar de um lado o que é capricho e do outro o que é necessário, feito isso vamos analisar, deixar alguns sentimentos de lado, eliminar alguns prazeres e desejos. Então, eram vocês que roubavam meu tempo?
Com o passar do tempo nos apegamos a coisas inúteis, criamos hábitos fúteis, tentamos preencher o vazio com coisas que nos dão uma falsa sensaçãode satisfação;isso é normal,oras; somos humanos! Continuar com isso ,oras, é tolice.
Existem momentos da vida que precisamos fazer uma limpeza para encontrarmos o que há de errado e, assim, ganharemos o tal tempo.