O sono

25 de Agosto de 2013 Jey Leonardo Pensamentos 419

Aquietei meu coração. Transformei-o num daqueles bebês que desfruta de um sono gostoso após a refeição. Mas ele só repousara. A qualquer momento você poderia aparecer e fazer um ruído descuidado que o despertasse. E assim aconteceu. Um sono de cinco anos foi interrompido. Esse coração sofrido e cansado de esperar, pela primeira vez bateu com entusiasmo. Foi como num conto de fadas. Aquele beijo que nunca aconteceu e que tanto fez falta, finalmente chegou. Você veio com euforia, já levando à valsa um coração que não mais sabia acompanhar o ritmo da dança. Não foi fácil. O coração quase enferrujado não tinha pique para os seus passos talvez tão rápidos. E agora se encontra desolado, perdido. O que fazer, coração? O que fazer? Há tanto medo... Acho que já está na hora de você voltar a dormir e, por favor, dessa vez, para sempre.


Leia também
A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 1 hora

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 6


ETERNAL (rondó) há 14 horas

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 6


Sintomático há 20 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 40


"Minha humilde casinha" há 3 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 20


Se Poema For Oração há 3 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 81


"Bailei com a solidão" há 3 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 17