Estou na janela olhando para o céu e avaliando tudo o que fui ao longo desses anos e a surpresa é que gostei de tudo, por ter me feito ser assim considerada forte e como uma árvore que dá frutos e floresce na sua época, se leva um tempo para a gente amadurecer e ficar pronto, mas tem outros que infelizmente ficam só no botão e nunca dão frutos ou florescem para o mundo.

Enquanto o vento bate no meu rosto sinto a sensação de querer me libertar de uma prisão que por comodismo em que eu mesma criei em minha mente e da qual eu agora me liberto por percebe-lá a tempo de me destrancar sem maiores danos.

Então você está de frente pro tal futuro que você idealizou com tanto apreço, pode ver tudo o que seria e corrigir talvez alguns erros, mas nunca será a mesma pessoa que tem a garra que a dificuldade te trouxe pelo improviso de viver sem certezas.

Formas de me sentir são um fascínio, tantas loucuras dentro de mim e apenas uma vontade de cantar e dançar até tudo acabar, pois assim me converto no meu espaço sagrado dos meus sentimentos, sem me esquecer das minhas palavras que são ditas pela minha alma que me marca com textos, pois minha voz se cala quando não é uma canção.

Sozinha com minhas memórias tenho a mim somente para ser, com tantas histórias vividas, porém sem poder ser passada por falta de coragem ou por uma questão de não ter chegado a hora talvez.

E talvez você sinta como eu o mesmo desejo de fugir para o seu imaginário a quase todo momento em que se depara com seu muro vital, então o pule pois é o correto.

Quando sua morte chegar não vai sentir seu medo se tiver o que deixar aqui, apenas vai e esse é o que mais assusta o fato de não sentir mais nada, nem a angústia de viver e se preocupar.

As vezes o improviso vale mais a pena do que seguir um caminho reto sem olhar para o lado, sentir e ser é uma questão de saber viver cada sensação acrescentada pela trajetória incerta das suas decisões.

E como poderá se arrepender de tudo o que viveu se foram tão intensas? Você não tem como se arrepender do que foi bom, apenas faça tudo o que for possível para se sentir melhor a cada dia.

Comparta tudo pois você nunca terá tudo realmente, a insatisfação é uma condição humana da qual não existe cura.

Não tem como levar todos com você ao longo do seu caminho, a maioria se perde no tempo e não poderá levar nada além do que viveu,  faça de tudo para ainda continuar vivo por muitos anos para que saibam que você esteve aqui.

(Suziany A. Faria)