Daqueles pensamentos que atravessam a mente perdidos entre um devaneio e outro, surgiu uma constatação muito clara e que fez todo o sentido. Quase como uma nota mental, registro:

A forma mais bonita de se demonstrar amor é mantendo a liberdade irrestrita do ser amado. O amor é verdadeiro se consegue conviver harmoniosamente com ela, a liberdade. O amor é um sentimento grande demais pra ser limitado e por não poder ser limitado, não faria sentido se fosse delimitador.