Literalmente oco
Sem nada por dentro e por fora
A fé que outrora me enchia
Hoje é menor que um grão de mostarda

Pois se a fé é um fundamento importante para crer em algo
Sou descrente
Completamente ateu de tudo que tinha convicção

Despido de toda sorte de sentimentos
Vazio
Por mais que algo me diga que não funciona dessa forma
Estou seco

Máscaras me servem de apoio
Ao menos elas - creio eu - camuflam meu real estado
O que seria de mim sem tais figuras mágicas

Servem como conforto para meu dia
E assim evito todas as interrogações que venham a emergir sobre mim

Mas falar
Tenham certeza
Não adiantaria

Porque estou
Vazio
E não tenho nada a apresentar.