Insuficiente

27 de Novembro de 2013 Pierre Souza e Lima Pensamentos 312

Foi lá pelas quatro que o relógio badalou, já estava tarde e uma cerveja era a companhia do solitário rapaz. Uma varanda com uma bela vista da chuva de novembro caindo, pegou sua rede, armou em cada canto da parede, levou consigo travesseiros, e cobertores. Logo mais teria companhia.

Ficou ali, sentando ansioso pela companhia a chegar, mas logo pegou no sono.

Quando acordou, lá estava, uma boca salgada e gelada encostando em seus lábios, que de susto apenas responderam ao estimulo.

Foi tão rápido, que simplesmente sua boca secou, e logo de noite sua garota se foi, levando consigo uma parte do rapaz.

Foi rápido e momentâneo, mas ele queria mais, ele queria que ela dormisse em seus braços, e se perdesse em suas cobertas quentes.

Ao dar o ultimo gole na cerveja, ainda estava ali, sozinho e perdido com seus devaneios tardios.

Reclamou consigo, que falta de sorte, a garota deixou sua boca com sede, foi buscar outra cerveja, mas era insuficiente para tapar a lacuna do sabor exótico que ficou ali marcado nele.

O sabor do pecado da luxuria.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Equação do Amor há menos de 1 hora

Corre pra mim... Talvez eu ainda não saiba o que é o amor; Não tenha ...
a_j_cardiais Poesias 29


Qual é a Nossa Parte? há 8 horas

O conceito arminiano de que devemos fazer a nossa parte para que Deus pos...
kuryos Artigos 5


"Lagrimas" há 11 horas

Um silêncio triste e profundo Uma lágrima caiu Na tarde fria, e escura ...
joaodasneves Poesias 6


Realidade, Deixe-me Sonhar há 11 horas

Ah, realidade, realidade... Você não respeita minha privacidade. Vo...
a_j_cardiais Poesias 27


"és nada" há 16 horas

Como me pude apaixonar De um alguém como tu Passado pouco tempo pude con...
joaodasneves Pensamentos 8


"Ela mora" há 16 horas

A minha unica paixão é a solidão, ela vive na minha casa, e mora bem ...
joaodasneves Pensamentos 9