Incesto

06 de Dezembro de 2013 L D Romanov Pensamentos 1237

E na minha inesperado calma
e no meu silencio provido de dor
se estabelecendo de um grave som
Meu suor transcende os poros, fede
Diante das várias facetas fáceis
se consegue extrair um gosto
como se todos os fluidos da morte
você experimentasse, surge um grito
O prazer mais sinuoso das mucosas
A cor vermelha correndo, vermelha
A sala foi invadida no inverno
Mais um grito se dilata

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
"Estou triste" há 4 horas

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 7


"Estou cá a matutar" há 4 horas

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 4


A Humildade nos Cai Bem há 9 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 8


Fuga da Inspiração há 10 horas

Preciso terminar um poema que comecei numa empolgação danada... Dep...
a_j_cardiais Poesias 39


Um Dilema há 11 horas

Estou aqui reclamando da minha "vidinha", enquanto tem alguém por aí que...
a_j_cardiais Poesias 38


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 6 há 13 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 16