A duas faces que envolve o ser o humano , a vida que ele vivi e a que ele desejaria viver , a que ele desejaria e inconstante diante da que ele constantemente vivi ao contemplar verdadeiramente com a alma o que os olhos da face não consegue ver , porque quando acontece esse encontro ninguém e capaz de imaginar , definir a sensação da realidade diante do imaginário na qual a outra face aparece camuflada por traz de um semblante em transe , capaz de transformar os segundos em longos minutos diante do que realmente quisera viver. Isso acontece todos as vezes que nos deparamos e desejamos viver a maneira de vida de outra pessoa , porque nossa consciência esta sempre a fingir que a maneira que vivemos a própria vida e a certa , a mas correta mesmo estando em convívio constantemente com nossos erros e defeitos. Isso acontece quando nossos olhos são capazes de enxergar por de traz da cortina da vida ao contemplarmos uma paisagem , a foto de um entardecer nos diz muito mas do que quando estamos em companhia dessa mesma tarde em que o sol se poe , dondo lugar a outra face que não tarda escurecer.