Vivo a esperar que deem atenção para mim, que liguem para mim mesmo que for para dizer apenas um “oi”, que me amem verdadeiramente, que me compreendem, que me confortem e que sejam um ombro amigo para min. Eu espero. Não canso. Quem espera sempre alcança (ou quase sempre). Espero a noite. Espero a saudade. O tédio é meu amigo e a solidão é meu refúgio. É legal olhar para a TV e ver pessoas lindas, esperando um dia você estar lá. É. Ao fazer esse texto senti saudade, medo e tédio. Ah, o tédio me ajuda e muito. Se ele não existisse em mim, talvez você não estivesse lendo esse texto agora. Eu continuo a esperar. Ainda não cansei. Esperei e consegui alguém que pudesse ler um texto meu.