Subitamente se jogou naquele mar chamado vida.

Com um escudo e uma espada, travar batalhas todos os dias.

Correr atrás dos seus sonhos, até chegar no fim da estrada.

Anseio é a chave do futuro.

Mas sem devido manuseio é totalmente devastador.

Devido a vida corriqueira a gente esquece dos focos.

Esquece dos planos passados, dos planos infantis que hoje teriam se concretizado.

Talvez a resposta estivesse na minha inocência de ver o mundo.

Mas ser inocente é pedir para ser engolido nas ruas igual a um velho moribundo.

Vacilar não é opção, ter que vencer é a meta até o fim dos dias.

Um caminho árduo a percorrer.

Cheio de espinhos e outras rotas, todas facies, mas nada comparadas ao desejo promissor.

Procurar um lugar para ser feliz, junto com quem sempre do meu lado caminhou.