Subitamente

05 de Janeiro de 2014 Pierre Souza e Lima Pensamentos 386

Subitamente se jogou naquele mar chamado vida.

Com um escudo e uma espada, travar batalhas todos os dias.

Correr atrás dos seus sonhos, até chegar no fim da estrada.

Anseio é a chave do futuro.

Mas sem devido manuseio é totalmente devastador.

Devido a vida corriqueira a gente esquece dos focos.

Esquece dos planos passados, dos planos infantis que hoje teriam se concretizado.

Talvez a resposta estivesse na minha inocência de ver o mundo.

Mas ser inocente é pedir para ser engolido nas ruas igual a um velho moribundo.

Vacilar não é opção, ter que vencer é a meta até o fim dos dias.

Um caminho árduo a percorrer.

Cheio de espinhos e outras rotas, todas facies, mas nada comparadas ao desejo promissor.

Procurar um lugar para ser feliz, junto com quem sempre do meu lado caminhou.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
ETERNAL (rondó) há 1 hora

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 5


Sintomático há 6 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 26


"Minha humilde casinha" há 2 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 18


Se Poema For Oração há 2 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 66


"Bailei com a solidão" há 2 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 16


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 31