Hoje parei para pensar em quanto peso ando carregando nessa
minha caminhada pela estrada da vida. Percebi o quanto de malas, mágoas,
revolta, dor, medo, culpa e exagero tinha levado, percebi também que tinha
crescido, tinha amadurecido e você sabe né? Que quando a gente amadurece,
começamos a perceber que temos de ser mais leve mais livre. Foi então que
decidi queimar e jogar as cinzas no mar tudo aquilo que fosse exagero, tudo
aquilo que pesava e atrasava meu caminhar. Hoje carrego só o indispensável: Fé,
Amor, Coragem, Felicidade e Respeito. Hoje faço a minha vida valer à pena, vivo
intensamente as boas e ruins surpresas que a danadinha da vida me presenteia – o
último me ensinou que eu preciso de um pouco mais de paciência... Porque sei
que não apesar de tudo, mas por causa de tudo é que ela merece ser vivida, bem vivida.