Ainda me arrependo do que fiz, no ano passado. Eu enganei a mim mesmo, pensando gostar de outra garota, mas na verdade sempre amei você. Sempre foi você.
Não sei se estaríamos juntos agora, se ficaríamos juntos por apenas um mês, ou até por uma curta e rápida semana. Mas gostaria de saber. Gostaria de voltar no passado e arriscar tudo o que não arrisquei por você, mas agora é tarde demais, não há nada que eu posso fazer.
Talvez fosse mais fácil te esquecer se eu a excluísse totalmente da minha vida, mas não conseguiria fazer isso, nem mesmo se você me falasse agora, na minha frente. Porque por mais que uma parte de mim queira te excluir, a outra parte é mais forte. Minha cabeça diz “sim”, mas meu coração diz “não”. E mesmo se eu fizesse o que minha cabeça diz desesperadamente, como se fosse o último recurso, eu sei que não teria coragem.
E se algum dia alguém me perguntar se me arrependo de algo que fiz ou que deixei de fazer, direi que não. Mas no fundo, saberei que a verdade é outra.