Chega de singularidade!

05 de Abril de 2014 Um cara a parte Pensamentos 328

Naquele trem, naquela tarde, naquele momento. Nós sabíamos, aqueles olhares, muito mais que curiosidade um sobre o outro! Era paixão que se desse corda se tornaria amor. E mesmo os dois sabendo disso, nenhum tentou se afastar! O olhar dela, o sorriso dela… Não queria mais esquecer e por isso amei ela. E me casei nela. Anos após aqui estamos. Ela ainda sorri pra mim toda manhã e a cada dia que se passa eu a amo mais! Porque a nossa felicidade, depois daquele dia, se tornou compartilhada! Agora e sempre seremos ‘Nós!’!


Leia também
Lembra? há 1 dia

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 13


Principio há 1 dia

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 10


Viandar há 1 dia

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 10


Fluxo do tempo. há 1 dia

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 11


Sou há 1 dia

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 10


Ame...! há 1 dia

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 8