Chega de singularidade!

05 de Abril de 2014 Um cara a parte Pensamentos 324

Naquele trem, naquela tarde, naquele momento. Nós sabíamos, aqueles olhares, muito mais que curiosidade um sobre o outro! Era paixão que se desse corda se tornaria amor. E mesmo os dois sabendo disso, nenhum tentou se afastar! O olhar dela, o sorriso dela… Não queria mais esquecer e por isso amei ela. E me casei nela. Anos após aqui estamos. Ela ainda sorri pra mim toda manhã e a cada dia que se passa eu a amo mais! Porque a nossa felicidade, depois daquele dia, se tornou compartilhada! Agora e sempre seremos ‘Nós!’!


Leia também
"Minha humilde casinha" há 1 dia

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 14


Se Poema For Oração há 2 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 54


"Bailei com a solidão" há 2 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 13


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 14


Perseverar Até o Fim – Parte 2 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 10


Separação há 2 dias

Pensei que separação fosse fácil... Que fosse só deixar seu amor, e ...
a_j_cardiais Poesias 50