Sou como um barco, numa tempestade. Naquele mar turbulento onde se encontra minhas emoções, eu, o barco, navego sem rumo. As vezes fico encharcado. As vezes encalho em certas pedras, e tenho quase certeza que já passei por lá... Me perdi na neblina muitas vezes. Saio da rota. Ancoro em portos temporários. As vezes penso no pior. Penso que posso virar e afundar. Ficar lá esquecido por muito tempo. Nos dias de sol, tento aproveitar a vista, a brisa, o som de passaros e o balanço do oceano. Tento pescar alguns sentimentos bons. Já peguei muitas vezes lembranças, alguns momentos e poucas felicidades. Tanto tempo navegando e ainda não vi nenhuma sereia, mas bem, esse não é meu objetivo. Na verdade, eu não tenho nenhum objetivo ao navegar. Na verdade eu não navego, eu sou 'navegado'... Sou levado. Falta alguém que me controle. Uma pessoa que saiba me guiar, que saiba sobre rotas, coordenadas, saiba ler o vento que sopra minha tristeza e me tire dessa tempestade. Preciso de alguém que não me deixe afundar, mas que goste de ser levado ao mesmo tempo. Meus sentimentos são fortes, mas quem sabe não nos leve pra alguma ilha deserta ensolarada, com alguma cabana que caiba apenas nós dois, onde ser feliz seja prioridade? Só não me deixe afundar, okay?