Medo.

30 de Abril de 2014 Tainá Aguiar Pensamentos 404

O medo de perder tornou-se bonito. Um dia foi pequeno e hoje cresce, cada vez mais. Mas é bonito. É inquietante, apavorante, agonizante, mas sim, é bonito. Ameaça a sanidade, mas não deixa de ser a coisa mais bela vivida. O medo da perda torna-se bonito pelo simples fato de ser amor. Tudo que o amor toca, cria, recria, é esplendido. E tantos tolos acham isso algo ruim. Loucos, dementes, doentes. Sabe-se lá quando sentiriam medo novamente caso esse medo fosse embora. A escuridão que entorpece, a dor do ciúme, o cansaço das noites sem dormir, são deliciosos, quando percebe-se que esse medo é concreto. Que ele só está ali, se apossando do corpo e da mente do indivíduo, porque o mesmo ama com tanta força que é inevitável não sentir medo. E depois disso tudo não achar esse sentimento bonito? É loucura total. O medo de perder tornou-se bonito, e mais bonito seria se a humanidade tivesse medo.


Leia também
Obedecendo o Vento há 7 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 26


"Verão na Europa" há 10 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 5


"Maria Emília" há 11 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 7


"Sou" há 12 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 7


"Livro sem letras" há 14 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 8


Amor há 16 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 8