Ontem, quando me abraçou, senti algo que eu nunca senti por outra garota. Você sabe que eu te amo, mas não sabe o quanto. Acha que eu quero ser seu melhor amigo, mas não quero apenas isso. Gosto de sua amizade, mas quero mais. O que eu sinto por você é algo... estranho, pois é algo novo para mim. É algo bom e doloroso ao mesmo tempo. Bom porque é algo puro e verdadeiro, mas doloroso porque eu não posso ter você do jeito que queria.
Eu não sei mais o que fazer; eu não sei mais o que dizer. Eu só quero saber se você sente o mesmo. Provavelmente não.
Não sei se seria bom lhe contar tudo o que sinto. Acho que só irá confundi-la. Não seria justo com você. E também tenho medo de que se eu te contar, vou estragar tudo como da última vez.
Eu estava chorando ontem à noite, só de pensar na possibilidade de não ter outra chance com você. Eu tive minha chance, mas estraguei tudo. E me arrependo disso.
Mas se você não me quer como eu te quero, terei que lidar com isso. Se eu não puder ter você como minha namorada, eu sei que posso tê-la como amiga. E caso ainda não acredite em mim, Eu te amo. Honestamente.