Quando vejo fotos

25 de Junho de 2014 Daniel Reis Poesias 250

É uma fatia de saudades

Com o recheio de ódio,

Uma esperança que definha. 


É aquela velha canção

Que ninguém mais sabe a letra, 

Um poema que se perde no mundo. 


É aquele amor profundo

Brilhava mais que a chama da lareira...

Se apagou!


São aqueles lábios carnudos

Que brincavam num lugar romântico,

E nunca mais se encontraram de novo.  


São os velhos livros da escola 

Aquela "tia" simpática,

E suas lições ficaram pra vida. 


São memórias.


Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Vem me dominar... há 2 horas

Adoro me sentir dominado por você! Sentir-me teu objeto amado,desejado e ...
anjoeros Poesias 7


Seduza-me... há 3 horas

Vem tirar minha toalha, vem me ensaboar por completo, me seduza,engula,de...
anjoeros Poesias 6


Minha satisfação é a tua satisfação há 3 horas

QUISERA PODER LER TUA MENTE...SABER O QUE POSSO FAZER PARA TE SATISFAZER E ...
anjoeros Poesias 6


Doce invasão... há 3 horas

ME DEIXA INVADIR TUA CASA, TUA VIDA! ME DEIXA SER PARTE DE TI... ME DEIX...
anjoeros Poesias 6


# Muitas coisas sobre o tesão... há 3 horas

Todo mundo usa exaustivamente essa expressão que já virou lugar comum: te...
anjoeros Artigos 7


A ARVORE MALIGNA há 3 horas

Durante muitos anos venho me deparando com problemas nas famílias cri...
claviojj Crônicas 7