À tua imagem

25 de Junho de 2014 Sophie Esper Poesias 194

À tua imagem
Meus olhos se fazem luz.
É como uma miragem,
Onde o delírio me conduz.

Aspirando teu cheiro
Em meu peito um doce ardor
Penetra ligeiro.
Será amor?

Suando frio.
Sinto calafrios.
Como uma boba eu rio.

Desobedeço a mente,
Fujo inconsciente,
Mas amo livremente!



Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 21


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 13


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 11


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 14


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 12


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 11