Balada da tua lembrança

Quero sentir até as dores

Que sua mocidade faz-lhe ter

Quero ser motivo do seu sorriso.

Contigo bem perto, ao amanhecer.

Não basta o Sol,

Nem mesmo a Lua.

Caminho pela rua

Na espera de te encontrar.

Quero teu abraço

E aquecer sua pele nua.

Te arrancar mil gemidos

E respirar o teu ar.

Mesmo na distância

Eu ainda consigo.

Guardar na lembrança

Teus pedaços de amor.

Cultuamos coisas tão lindas

Que nada diminui teu olhar

E compensa teu calor.