Escuro amarelo

09 de Julho de 2014 Dan Palmério Poesias 250

O caminho é aberto e declarado

Nem sombra, nem água

Mas pássaros e cobertores

Brinco com meu outro Eu

Sufoco de propósito meu destino

Digo não para tudo

Mas sim para o que vem de mim

Talvez eu pense

Talvez eu durma sem pesadelos

Meu destino é brilhantemente escuro para você

Minha lua dá a luz toda manhã

Meu escuro é amarelo

Se não fosse, restariam apenas cinzas

Será que poderia ser?

Sigo vigiando meu destino

Digo quando parar

Minha soberiania é de papel

Pesquei mentiras onde colhia verdade

Agora tenho o bastante de mim mesmo

Fuja!

E depois sorria


Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
"Verão na Europa" há 1 hora

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 4


"Maria Emília" há 3 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 5


"Sou" há 4 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 5


"Livro sem letras" há 6 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 6


Amor há 8 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 7


ESTÁ TÃO ESCURO (poesia infantil) há 10 horas

Está tão escuro Por causa do muro O chão é duro Não bata o nari...
madalao Infantil 7