Retorno

11 de Julho de 2014 Rebeca Rocha Poesias 447

Cortei os cabelos,

fiz o café

enfeitei a mesa com uma flor,

na esperança de te ver de novo, com aquele mesmo sorriso

que nem o tempo consegue mudar.

Espero, pacientemente e cheia de esperança no coração,

que tão logo volte,

a tempo da flor ainda estar viva

e cheia de cor,

do café ainda estar aquecido, fumegando

na sua xícara

e de meus cabelos estarem do mesmo jeito que estavam

como da última vez que te vi.

E assim faço e ajo

Aparando as pontas

coando cafés

e trocando flores do jarro,

quantas vezes mais for necessário,

tão logo e sempre, 

pacientemente.


Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Amor de Primavera há 2 horas

Morena, quando tu flores, o verbo em ti, primavera, seguirá o caminho do...
a_j_cardiais Poesias 31


CICATRIZES há 7 horas

CICATRIZES Não se vive essa vida impunemente... Todo mundo, mais dia m...
ricardoc Sonetos 4


" Amar é" há 17 horas

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 10


PAU DE FITAS há 22 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 8


Falta de Amor ao Próximo há 1 dia

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 45


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 1 dia

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 8