Entre muros invisíveis

O branco sem razão

Velho conto de fadas

Transformado em ilusão



Vinte anos de apartheid

Vem a copa da segregação

Onde ora é moeda

E a lei, discriminação