Admite-se Poeta!

22 de Agosto de 2011 Raphael Lugo Sanches Poesias 591

Admite-se Poeta!
(Paga-se por linha)

Requisitos básicos: experiência em criar imagens verbais; conhecimento em pintura (ex. pintar um por do sol só com palavras); que saiba conduzir o leitor ao seu nada interior utilizando apenas um pronome de ligação; que saiba explorar o valor do ímpio; plantar adjetivos, cultivar verbo, colher satisfação; que cite em seus poemas as palavras Sol, Orvalho e Flor; que tenha vastos conhecimentos das coisas que vivem pelo chão; que tenha atração por caramujos; que saiba fotografar o silêncio das plantas, o murmúrio das águas, a tristeza do vinho, o vácuo da paixão; que já tenha publicado pelo menos nenhum livro; é imprescindível que o candidato já tenha perdido ao menos um terço da sua vida observando o movimento sincrônico das formigas; que saiba que errar é uma arte, e que tenha a estrita convicção de que Vivaldi foi um erro perfeito.

Obs. Além disso, é necessário que o candidato não saiba nenhum de seus poemas de cabeça.

A gerência.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Lembra? há 1 dia

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 13


Principio há 1 dia

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 10


Viandar há 1 dia

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 10


Fluxo do tempo. há 1 dia

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 11


Sou há 1 dia

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 10


Ame...! há 1 dia

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 8