Admite-se Poeta!
(Paga-se por linha)

Requisitos básicos: experiência em criar imagens verbais; conhecimento em pintura (ex. pintar um por do sol só com palavras); que saiba conduzir o leitor ao seu nada interior utilizando apenas um pronome de ligação; que saiba explorar o valor do ímpio; plantar adjetivos, cultivar verbo, colher satisfação; que cite em seus poemas as palavras Sol, Orvalho e Flor; que tenha vastos conhecimentos das coisas que vivem pelo chão; que tenha atração por caramujos; que saiba fotografar o silêncio das plantas, o murmúrio das águas, a tristeza do vinho, o vácuo da paixão; que já tenha publicado pelo menos nenhum livro; é imprescindível que o candidato já tenha perdido ao menos um terço da sua vida observando o movimento sincrônico das formigas; que saiba que errar é uma arte, e que tenha a estrita convicção de que Vivaldi foi um erro perfeito.

Obs. Além disso, é necessário que o candidato não saiba nenhum de seus poemas de cabeça.

A gerência.