Lá ao longe de uma campina, vejo a mais bela criatura da terra, simples, linda e bela, vem com os cabelos soltos ao vento, e por onde passa faz um clarão de luz e intensidade.
Beleza, que vem sem ter hora para voltar, claro que não custa sonhar, para o coração palpitar e bater no ritimo da vida frenética.
Na campina fica a mais bela menina, que nasceu portando a beleza que a natureza a reservou, assim como as flores, ela tem seu brilho e beleza que não paro de apreciar.
Se quiser saber, ver e sentir essa beleza, basta fechar seus olhos e imaginar, pois na imaginação e onde se pode alcançar os sonhos distantes e nunca pare de sonhar...