No Outono da Vida

08 de Agosto de 2014 A.J. Cardiais Poesias 384

Nasci no outono... Estação das
frutas.



Talvez eu esteja no outono da
vida.



Quando eu estava “lá atrás”,



nunca imaginei como seria



quando estivesse aqui, agora.


Escutando uns clássicos



da música erudita, medito:



o que fiz da minha vida?



Acho que fui como uma cigarra:



só curti a vida.



Nunca pensei no inverno.


Eu nunca seria uma formiga.



Teria perdido a vida.



No pouco ou muito



da vida que me resta,



eu continuo cigarra:



ainda insisto em fazer festa.


A.J. Cardiais



31.03.2009



Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
LUTA ARMADA há 8 horas

LUTA ARMADA Aqueles tidos como imprescindíveis Pelo afã de lutar toda...
ricardoc Sonetos 4


Paz Celestial há 19 horas

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 11


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 1 dia

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 55


Poema Suado há 1 dia

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 44


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 2 dias

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 19


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 2 dias

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 12