Perfeccionismos e afins

29 de Agosto de 2011 William Adriano Poesias 323

Perfeccionismos e afins
(de William Adriano)


Se nossas perspectivas se alinhassem
Centralizadas num ponto de fuga
Se nossos corações se encaixassem
Cabíveis em nossos parâmetros artísticos

As linhas seriam mais amenas
Os versos não seriam tão vorazes
A realidade viria à tona
E o surreal incompleto
Daria lugar ao traço objetivo

Então passaria para mim
Uma nova ideia de existir
Uma foram criativa da expressão surgir
Para representar teatralmente
A própria representação de fingir

Numa linguagem conotativa sobre o inatingível
Enquadraríamos nossas facetas cômicas
Que de uma tragédia que findou em pranto
Resultaria numa obra prima surrealista

Mesmo que tentássemos demonstrar
Um estilo ou um padrão calculista
Isso não passaria de uma encenação
Uma armação por sinal escapista

Algo cheio de pigmentos mórbidos
Recheados de um enredo fictício

//canticospelapaz.blogspot.com/
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Minha essência é a eternidade. há menos de 1 hora

Manhã cinza dia tão estranho e ruim, Paira no ar uma sensação de fraca...
elisergio Sonetos 5


LAMPEJOS há 1 hora

LAMPEJOS Eu pouco a pouco volto à realidade. Ao acordar, lamento antes...
ricardoc Sonetos 4


Deixe Esse Amor Crescer há 16 horas

Deixe esse amor crescer... Ele está brotando em um coração árido. De...
a_j_cardiais Sonetos 32


Ás palavras não são mais meu legado. há 17 horas

Fiz-me silenciar por que te perdi! Tu me revogara a licença concedida, D...
elisergio Sonetos 7


Não há o que comemorar. há 17 horas

Não há de fato o que comemorar! A virgem do sertão não é independente...
elisergio Sonetos 6


A vida depois daqui! há 17 horas

Ver que a morte não é o fim, é o início! Disse-me com amor chamando de...
elisergio Sonetos 6