As Modas

18 de Agosto de 2014 A.J. Cardiais Poesias 218

O comércio lança modas.
Faz coisas que o povo
não aguenta, mas sustenta
para não ficar de fora.

E as modas vão...
E as modas voltam...
E os fieis escravizados
seguem-na, não soltam.

Por que tanta preocupação
com a moda,
se ela vive numa roda?

Os que a seguem
estão num círculo vicioso
que não vale a pena.

A.J. Cardiais
23.12.1983

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
ACONTECIMENTOS há 23 horas

ACONTECIMENTOS Em face das recentes desventuras, Que tenho atravessado...
ricardoc Sonetos 10


Cultivando Observações 2 há 1 dia

Vivo colhendo frutos, que a sociedade não se importa. Minha vida é uma ...
a_j_cardiais Poesias 33


Conflito Interno há 1 dia

Está tudo aí para eu escolher sobre o que escrever... Existe um vazio d...
a_j_cardiais Acrósticos 28


Grito Escandaloso há 1 dia

Tirem o martelo do meu caminho... Meu juízo é perfeito apesar do defeit...
a_j_cardiais Acrósticos 42


Bom dia! há 1 dia

"Um bom dia ajuda a motivar a vida das pessoas e acima de tudo, um bom dia ...
anjoeros Artigos 15


Tudo o que agora me desfaz. há 1 dia

Cheio de um pleno vazio sobrenatural! Uma saudade não tida em outros carn...
elisergio Sonetos 12