Cada favela
tem sua vida
suas janelas
casas coloridas
becos e vielas...

Tem seu prato,
sua panela
seu retrato
sua aquarela...

Tem seu amor,
seu coração.
Tem sua dor,
sua expressão...

Cada favela
não é só “querelas”...
Existe união
nos seios delas.

A.J. Cardiais
15/09/2012