A coragem da flor

06 de Setembro de 2011 William Adriano Poesias 430

A coragem da flor
(de William Adriano)

Sorrateiramente o silêncio da noite se rompe
Com um sussurro entre as tramas da escuridão
Um ruído sinistro que vaga pelos escombros
Das anímicas vísceras do meu coração

A janela que se expande: é a alma
E o que eu vejo em meio a essa desolação
Uma flor lutando pela sobrevivência
Porém pétalas mortas caindo ao chão

A ganância, o ódio, a inveja e a cobiça
Secam o solo e destroem o que a gente acredita
O perdão, o amor, a alegria e a paz
Dão à flor a coragem de lutar muito mais

Pela sua sobrevivência
Pelo o que ela mais ama
Pelo o que ela escuta...
E sutilmente lhe chama

//canticospelapaz.blogspot.com/
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
CIDADE DOS PATOS (cordel infantil) há 5 horas

Vivia na bela cidade dos patos Um velho pato que contava fatos De uma fam...
madalao Infantil 5


"Feliz...dia...de...São João" ... há 12 horas

Quem dera ir mais além, cantar mais alto Sobre esse chão salgado onde na...
joaodasneves Poesias 5


No Vento da Literatura há 13 horas

Gosto da poesia quando chega de surpresa... Pode não ter beleza, mas q...
a_j_cardiais Poesias 29


Bendito Amor Eterno há 1 dia

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 12


"Vendo" há 2 dias

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 7


"Te amo vinho tinto" há 2 dias

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 10