Relâmpagos preludianos

06 de Setembro de 2011 William Adriano Poesias 412

Relâmpagos preludianos
(de William Adriano)

Espectros metamórficos de um relance inesperado
Furtivo olhar distante de um desejo não realizado
Em espelhos quebrados se distorcem as silhuetas
Que celebram a imbecilidade dos desamores

E no singelo bailado das estrelas decadentes
Percebo o sinal invisível de um tempo finado
Os sorrisos falidos dos dançantes embriagados
Iluminam acidentalmente uma trilha de escape

Uma neblina confusa me cega os olhos por um instante
Mas logo a luz do sol abre as portas da esperada realidade
E os relâmpagos preludianos que anunciavam a metamorfose
Deram início a uma sinfonia cósmica de estrelas cintilantes


//canticospelapaz.blogspot.com/
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Para quem é a Mudança da Lei de Moisés há menos de 1 hora

O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a gr...
kuryos Mensagens 5


Cultivando Observações - 1 há 2 horas

Eu vivia arrastando silêncios, pelas plataformas da vida. Agora dispenso...
a_j_cardiais Poesias 17


"É tarde demais" há 4 horas

Não há mais tempo Não adianta agora chorar É tarde demais. É tarde ...
joaodasneves Poesias 8


"Amada Amante"... há 4 horas

A primavera chegou, sai como sempre o dia estava bonito, o sol brilha...
joaodasneves Prosa Poética 4


"Eu queria" há 4 horas

Eu queria tanto beijar a tua boca e abraçar-te intensamente. Eu queria t...
joaodasneves Pensamentos 3


"Sabor dos teus beijos" há 4 horas

Parece que foi ontem vi-te passar naquela estrada Cruzei contigo um simpl...
joaodasneves Poesias 5