Relâmpagos preludianos

06 de Setembro de 2011 William Adriano Poesias 414

Relâmpagos preludianos
(de William Adriano)

Espectros metamórficos de um relance inesperado
Furtivo olhar distante de um desejo não realizado
Em espelhos quebrados se distorcem as silhuetas
Que celebram a imbecilidade dos desamores

E no singelo bailado das estrelas decadentes
Percebo o sinal invisível de um tempo finado
Os sorrisos falidos dos dançantes embriagados
Iluminam acidentalmente uma trilha de escape

Uma neblina confusa me cega os olhos por um instante
Mas logo a luz do sol abre as portas da esperada realidade
E os relâmpagos preludianos que anunciavam a metamorfose
Deram início a uma sinfonia cósmica de estrelas cintilantes


//canticospelapaz.blogspot.com/
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
"Dia do amor" há 2 horas

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 9


"Estou triste" há 9 horas

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 11


"Estou cá a matutar" há 10 horas

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 9


A Humildade nos Cai Bem há 15 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 8


Fuga da Inspiração há 16 horas

Preciso terminar um poema que comecei numa empolgação danada... Dep...
a_j_cardiais Poesias 45


Um Dilema há 16 horas

Estou aqui reclamando da minha "vidinha", enquanto tem alguém por aí que...
a_j_cardiais Poesias 49