Que maçã inconveniente, eu digo,
viro os olhos quando a vejo,
ela olha só pro seu umbigo,
não merece beijo.

Insistente, eu digo,
recuso dizer não,
logo ela eu sigo,
bobão

Linda, eu digo,
não desvio meu olhar,
falo comigo:
me fará sonhar...

Outra vez,
inconveniente,
tento sempre,
mas não sai do inconsciente.