Ponto de Fuga

08 de Setembro de 2011 Gisela Cardoso Poesias 467

O medo da escuridão
O medo do frio
O medo do abandono
O medo da dor
O medo de tudo
O medo do nada

O pessimismo persegue
O medo se contenta
A vida apenas espera
A sua hora de se livrar do medo
A fuga, a fuga do medo
No aconchego do amor
Onde está o sentimento?

Para aonde foi o medo?
Onde está o coração que um dia foi ferido?
Pobre coração que ainda lamenta!
Dias a fio, noites em claro
Para aonde eu vou, ninguém sabe
Mas, o meu destino, quem sabe...!?

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
"Feliz...dia...de...São João" ... há 1 hora

Quem dera ir mais além, cantar mais alto Sobre esse chão salgado onde na...
joaodasneves Poesias 4


No Vento da Literatura há 2 horas

Gosto da poesia quando chega de surpresa... Pode não ter beleza, mas q...
a_j_cardiais Poesias 27


Bendito Amor Eterno há 22 horas

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 11


"Vendo" há 1 dia

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 7


"Te amo vinho tinto" há 1 dia

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 9


Gradeados há 1 dia

O céu está logo ali, depois dessa janela enjaulada... Meu amor é qua...
a_j_cardiais Poesias 60