Errantes de velho passado

Por adolescentes, ressuscitado

Godos em olhares sombrios

Estranhos e desiguais

Criaturas em noites vazias



Por decepção ou opção

No preto, camuflados

Maquiados de terror

Drogados em tristeza

Nefastos com pavor



Em imperfeições morais

Exalando hálito morbífico

Todo vício, alimentando

Respingando olhar maldoso

Em cemitérios, morcegando



Alma negra e soturna

Penduricalhos prateados

Pelo corpo, pendurados

Atmosfera misteriosa

Entre trevas, tenebroso